19/07/2016 • 15:12:47

Brasil tem 11 atrativos históricos considerados Patrimônio Cultural da Humanidade

O Conjunto Moderno da Pampulha é o mais novo patrimônio mundial no Brasil, reconhecido pela UNESCO. O título foi concedido no último domingo (17) em Istambul, na Turquia


Considerado uma paisagem cultural do patrimônio moderno, a Pampulha, em Belo Horizonte (MG), conquistou mais um título histórico para o Brasil.  A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu o conjunto arquitetônico como Patrimônio Cultural da Humanidade. Assim, o Brasil passa a contar com 11 bens culturais tombados pela entidade na lista de 1.031 sítios com o reconhecimento. Agora com quatro patrimônio históricos, Minas Gerais é o estado com a maior quantidade de honrarias.

Para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Conjunto da Pampulha está na origem da produção arquitetônica e urbanística do Brasil Moderno e deve ser compartilhado por toda a humanidade. A Pampulha conta com as quatro primeiras obras assinadas por Oscar Niemeyer, construídas entre 1942 e 1943, com jardins de Burle Marx, painéis de Candido Portinari e esculturas de Alfredo Ceschiatti e José Alves Pedrosa. A obra da Lagoa da Pampulha é composta pela Igreja São Francisco de Assis, o Cassino, a Casa do Baile e o Iate Clube.

Saiba quem são os outros 10 patrimônios brasileiros:



Brasília (DF) é Patrimônio Mundial desde 1987. O conjunto urbanístico e arquitetônico, construído a partir do Plano Piloto de Lucio Costa, inaugurado em 1960, se insere no projeto nacional de modernização do país do então presidente Juscelino Kubitschek. Destacam-se, a Praça dos Três Poderes com os palácios do Planalto, Supremo Tribunal Federal e Congresso Nacional, todos projetos por Niemeyer.



Goiás Velho (GO) é testemunha da ocupação e da colonização do Brasil Central nos séculos XVIII e XIX. As origens da cidade estão ligadas à história das bandeiras que partiram de São Paulo para explorar o interior do Brasil. O conjunto arquitetônico, paisagístico e urbano do centro histórico de Goiás foi reconhecimento como Patrimônio Mundial em 2001. Destacam-se as igrejas do Rosário, de Santa Bárbara, de Nossa Senhora do Carmo, Nossa Senhora da Abadia e a Catedral de Santana.



Diamantina (MG) foi o maior centro de extração de diamantes do mundo no século XVIII e teve papel importante na ocupação do interior do País. A cidade é uma demonstração de como os aventureiros à procura de riquezas e os representantes da Coroa Portuguesa adaptaram os modelos europeus a uma realidade local, criando uma cultura original. O centro histórico foi tombado pela Unesco em 1999.



Ouro Preto (MG) cresceu entre um estreito e sinuoso vale e as encostas das chamadas Minas Gerais. A riqueza da região explica o nome original, Vila Rica e capital mineira, em 1720. A cidade tem as mais significativas obras do barroco brasileiro e foi cenário do movimento pela independência do Brasil, a Inconfidência Mineira, cujo mártir, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, tornou-se o patrono cívico do país. Seu conjunto arquitetônico e urbanístico, foi declarado patrimônio mundial em 1980, o primeiro bem cultural brasileiro inscrito na lista da UNESCO.



Olinda (PE), vizinha à capital, Recife, remete ao início da colonização portuguesa no Brasil, no século XVI, no período da cana de açúcar. O conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico foi tombado pela UNESCO com cerca de 1.500 imóveis de diferentes estilos arquitetônicos: igrejas, mosteiros e conventos coloniais do século XVI, fachadas de azulejos dos séculos 18 e 19 e obras neoclássicas e ecléticas do início do século XX. A vegetação é exuberante. O Interior no Mundo passou dias inesquecíveis. Confira como foi tudo: https://www.youtube.com/watch?v=zzbXrm2P_NM



São Luís (MA), localizada na ilha de São Luís do Maranhão, na baía de São Marcos, é um exemplo excepcional de cidade colonial portuguesa. Seu núcleo original foi fundado pelos franceses, em 1612, e também esteve sob o domínio holandês. O centro histórico de São Luís tem cerca de quatro mil imóveis dos séculos XVIII e XIX. Entre os mais significativos estão o Palácio dos Leões, a Catedral, o Convento das Mercês, a Casa das Minas, o Teatro Artur Azevedo. A capital foi inscrita como Patrimônio Mundial em 1997.



Salvador (BA) tem, no Pelourinho, importantes exemplares do urbanismo ultramarino português, aliado a uma topografia singular. O centro histórico é formado basicamente por edifícios dos séculos XVI ao XIX. Se destacam os conjuntos monumentais da arquitetura religiosa, civil e militar. O traçado de suas ruas, ladeiras e becos, formam um dos mais ricos conjuntos urbanos de origem portuguesa. Sua inscrição na Lista do Patrimônio Mundial foi ratificada pela Unesco em 1985.



Congonhas (MG) tem no santuário de Bom Jesus de Matosinhos, construído no século 18, uma das obras-primas do barroco mundial, reconhecida pela UNESCO em 1985. O conjunto é formado pela igreja, em estilo rococó, adro e escadaria externa monumental decorada com estátuas de 12 profetas em pedra sabão; e seis capelas, denominadas de Passos, ilustrando a via crucis de Jesus Cristo. As 66 esculturas de madeira em tamanho natural, abrigadas nas capelas, compõem um dos maiores acervos de imagens sacras no mundo. As obras são de Francisco Antônio Lisboa, o Aleijadinho.



São Cristóvão (SE), primeira capital de Sergipe, fundada em 1590, foi a quarta cidade do Brasil e destruída pela invasão holandesa (1630-1654). A arquitetura religiosa teve papel decisivo na reconstrução. A Praça São Francisco é um conjunto monumental com prédios públicos e privados que representam o período de união das coroas de Portugal e Espanha (1580-1640). A Praça une os padrões de ocupação seguidos por Portugal e as normas estabelecidas pela Espanha. São Cristóvão foi reconhecida como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 2010.



São Miguel das Missões (RS), originária das Missões Jesuítas Guaranis, reúne monumentos da antiga missão indígena de são Miguel Arcanjo. O conjunto de cinco povoados foi implantado também em território indígena da Argentina, durante o processo de evangelização da Companhia de Jesus nas colônias da Espanha nos séculos XVII e XVIII. São Miguel foi tombada pela UNESCO em 1983.

Fotos: Divulgação Embratur

Fonte: Ministério do Turismo
 

  Comentários

19/07/2016 • 14:06:58

Casa Austrália vai promover negócios, turismo e educação do país na Rio 2016

Durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, o espaço de eventos da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro será ocupado pela Casa Austrália, que vai promover o comércio, o turismo e a educação entre o país e o Brasil.




Durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, o espaço de eventos da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro será ocupado pela Casa Austrália, que vai promover o comércio, o turismo e a educação entre o país e o Brasil.

A inauguração será no dia 6 de agosto, com a presença do embaixador australiano no Brasil, John Richardson. O espaço ficará aberto ao público até o dia 12 de agosto, das 11h às 19h, com entrada gratuita.

A gerente de Desenvolvimento de Negócios da Austrade (agência de promoção do país), Ana Carolina Bonamin, disse que no setor de turismo, a principal atração serão vídeos de realidade virtual sobre roteiros costeiros e aquáticos australianos.

Na área de educação, além de uma exposição permanente, no dia 9 de agosto haverá uma feira com agentes de intercâmbio certificados pelo governo australiano dando informações sobre diversos cursos oferecidos no país, entre eles os técnicos, de inglês, e de graduação e pós-graduação.

Pesquisa da Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio mostra que a Austrália ocupa o terceiro lugar no ranking de países de interesse dos brasileiros para estudar no exterior. Em 2015, segundo Ana Carolina Bonamin, 24,7 mil matrículas de brasileiros foram feitas em cursos na Austrália.

“Esse número vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, até devido à promoção que nós fazemos do setor de educação da Austrália. Tirando o mercado asiático, o Brasil é o país que mais manda estudantes para a Austrália." 

Negócios

Em eventos paralelos fechados, empresários brasileiros poderão ter informações sobre setores em que há maior sinergia entre Brasil e Austrália, entre os quais mineração, petróleo e gás, agronegócio, saúde e grandes eventos esportivos. Além dos eventos restritos, haverá dois seminários no auditório da Bolsa do Rio: o primeiro ocorrerá no dia 8 de agosto, sobre negócios na área de esporte. O segundo, no dia 11, será sobre tecnologias australianas para tratamento de água e gerenciamento de recursos hídricos.

Fonte: Agência Brasil

  Comentários

13/05/2016 • 16:24:04

Interior no Mundo em Pernambuco - Parte 04

Olinda é destino obrigatório de turistas que passam por Pernambuco. A cidade histórica recebe centenas de visitantes, que sobem e descem suas ladeiras íngremes e percorrem suas ruas estreitas em busca da natureza exuberante e da arquitetura quatrocentista.


Oi, pessoal!

O Interior No Mundo tem como sua última parada em Pernambuco a linda cidade de Olinda. Ela fica grudadinha em Recife e vale a pena perder um dia por essas ladeiras e desfrutar das belezas dos casários coloniais e da bela paisagem. A cidade pernambucana é rica em história sacra, devido aos movimentos religiosos existentes na pequena cidade no início do século 16 com a chegada dos Portugueses e logo em seguida com a invasão dos Holandeses, que mais tarde incendiaram todas as igrejas existentes no município em uma guerra com os "amigos" de Portugual, mas isso é passado e o que fica é uma memória que vale a pena ser visitada. 

Além dos passeios pelas capelas e igrejas existentes por Olinda, ao todo 22 igrejas e 11 capelas, a cidade possui inúmeros eventos promovidos pela Prefeitura, dando um clima de festa a cidade o ano inteiro. Cada lugar que visitei me deparei com o artesanato local, que é um atrativo a parte. Quase não consegui colocar na mala... rs

Eu amei cada ruazinha por onde passei...

Para finalizar o dia em Olinda, a dica do Interior No Mundo é subir no elevador panorâmico, que custa em média R$ 7,00, e apreciar a vista da cidade. É SENSACIONAL. 



É hora de se despedir de Pernambuco e partir para o próximo destino. Qual será??? Já temos um nome, mas será revelado só na próxima semana. Enquanto isso, clique e veja o último episódio do Interior no Mundo. #InteriorNoMundoemPernambuco

  Comentários

06/05/2016 • 18:15:50

Interior no Mundo em Pernambuco - Parte 03

O Paço do Frevo e navegar no Catamaran pelos rios que cortam Recife são passeios que todos os turistas precisam fazer quando forem a Recife.


Oi, pessoal, tudo bem com vocês?

Hoje vim falar um pouco mais sobre Recife, a capital do frevo. Esse ritmo leva multidões às ruas pernambucanas em fevereiro. Sua principal atração é o Galo da Madrugada, que arrasta mais de um milhão de foliões todos os anos no sábado de carnaval. Olha, para quem gosta de folia, não perca tempo e corre para Recife. Vai por mim, você não vai se arrepender desta dica do Interior no Mundo.



Nos dias em que passei por lá, que, aliás, foi inesquecível, a CVC nos levou para conhecer o Paço do Frevo. É um lugar realmente incrível e criado para propagar e preservar a história deste ritmo considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade.





A cada passo que dava ficava deslumbrada com todo acervo histórico ali exposto e com o olhar dos turistas, por isso, quando for a Recife, tenha como parada obrigatória o Paço do Frevo.



Outra dica que dou a você que já está de mala pronta para Recife ou ficou com vontade de conhecer a capital pernambucana, é fazer o passeio de Catamaran no fim de tarde. É um passeio pelos rios Capibaribe e Beberibe e que você vai poder apreciar as principais pontes que cortam a cidade e se encantar com os prédios do século 16 e 17, heranças dos ingleses, holandeses e portugueses que habitaram a nossa Veneza brasileira. Sim, este apelido é dado a Recife por ela ser ligada por diversas pontes, incluindo a Maurício de Nassau, a primeira ponte do Brasil.

Agora, basta clicar e acompanhar o vídeo que tenho certeza que vai te deixar morrendo de vontade de correr para lá. Semana que vem tem mais Interior no Mundo, inédito, a partir das 11h no SBT e Você. Te espero! 

  Comentários

05/05/2016 • 09:02:35

Interior no Mundo em Pernambuco - Parte 02

Quem aí nunca quis saber como é feito os Bonecos Gigantes? Ou nadar com peixinhos na bela praia de Porto de Galinhas? Tudo isso você encontra em Pernambuco e se eu fosse você corria para alguma loja CVC para colocar este roteiro para suas próximas férias.


Na época de carnaval é comum ligarmos a TV e nos depararmos com aqueles bonecos gigantes desfilando pelas ruas de Recife e Olinda. Na rua Bom Jesus, no Recife Velho, fica localizada a Embaixada dos Bonecos Gigantes. Vale muito a pena reservar algumas horinhas para curtir as personalidades fabricadas pelos artesãos. Os novos bonecos ganharam maior realismo devido à inovação dos materiais utilizados. O corpo é moldado com argila e fibra de vidro, as mãos dos bonecos permaneceram em isopor para não machucar nenhum folião durante o Carnaval.







Porto de Galinhas

A uma cerca de uma hora de Recife, Porto de Galinhas é para quem quer tranquilidade e quer ficar longe de qualquer agitação. Na vila a vida parece que passa um pouco mais devagar. Cheia de restaurantes com as comidas típicas nordestinas e lojas com os artesanatos da região.

As praias seguem o conceito de suas vizinhas, Muro Alto e Maracaípe, águas calmas e mornas. A dica é alugar uma jangada e curtir as piscinas naturais e alimentar os peixinhos que convivem tranquilamente com os turistas. 



Confira como foi estes passeios e muito mais no vídeo Interior no Mundo. Toda sexta-feira, a partir das 11h, tem episódio inédito no SBt e Você. 

  Comentários

04/05/2016 • 17:05:44

Interior no Mundo em Pernambuco - Parte 01

A equipe do Interior no Mundo desembarcou em Pernambuco para descobrir as riquezas deste estado nordestino. E vamos começar por um giro pelos três principais pontos turísticos: Recife, Olinda e Porto de Galinhas.


A equipe do Interior no Mundo desembarcou em Pernambuco para descobrir as riquezas deste estado nordestino. E vamos começar por um giro pelos três principais pontos turísticos: Recife, Olinda e Porto de Galinhas.

Pernambuco é um estado da região nordeste do Brasil e é um dos pontos turísticos mais procurados para quem está em busca de praias paradisíacas e muita cultura, pois o Estado é uma fonte de riqueza cultural.

A CVC, parceira do Interior no Mundo, pensou com muito carinho em tudo, desde o hotel até os passeios que fizemos por Recife, Olinda e Porto de Galinhas. Ficamos hospedados no Prodigy Hotel, localizado em frente à praia da Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. O hotel oferece acesso à internet wi-fi, salas de eventos, restaurante Nautillus, bar da piscina, fistness center, piscina, loja de conveniência (quase morri com tanta coisa linda) e sauna.





Recife

Recife é realmente linda e é um berço cultural que guarda a história do nosso Brasil. O município leva tão a sério suas raízes que os prédios, com mais de 1000m² , que fazem frente à praia de Bom Jesus, são obrigados a terem alguma obra de seus artistas locais, ou seja, passear pela orla é quase que uma visita a uma grande exposição de arte.

Muro Alto

Para quem procura sossego, a praia de Muro Alto, a cerca de 70 km da capital pernambucana, é uma pedida certa. Com águas calmas e mornas, a praia é um polo turístico. Por ser uma praia muito tranquila é ideal para crianças e passeios em famílias. No local você pode andar de jangada ou alugar uma prancha de stand up e curtir o dia todo.





Maracaípe

Para passear pelos lugares que o destino de Porto de Galinhas oferece, alugue um bugue credenciado e vai até a praia de Maracaípe só curtindo o visual que compõe este cenário. Ela fica ao lado da praia de Porto de Galinhas, mas este é assunto para o próximo post.





Confira na íntegra o vídeo do Interior no Mundo. Toda sexta-feira tem episódio novinho no SBT e Você, a partir das 11h. 

  Comentários