10/01/2018 • 09:27:27

Em primeira audiência, PM confessa ter atirado em Diogo Belentani



DE ARAÇATUBA


Divulgação
Em primeira audiência, PM confessa ter atirado em Diogo Belentani - Divulgação
Diogo Belentani foi morto após levar tiro na barriga


O policial militar Vinícius Oliveira Coradim Alcântara, de 21 anos, participou da primeira audiência sobre a morte do estudante Diogo Belentani, 21, no dia 15 de julho de 2017, em Araçatuba. A audiência aconteceu no Fórum de Araçatuba pelo juiz Adeilson Ferreira Negri.

Ao todo, mais de 15 testemunhas foram ouvidas em aproximadamente quatro horas. Durante o depoimento, Vinícius confessou ter atirado no estudante. O disparo acertou o peito de Diogo, que não resistiu ao ferimento.

Inicialmente, o réu alegou que o disparou foi acidental e aconteceu quando ele tentou tomar a arma da vítima. Mais tarde, após depoimentos de testemunhas, a Polícia Civil constatou que o policial estava tentando distorcer a versão original do fato.

O PM também admitiu que colocou a arma na mão do estudante quando ele estava caído.

Apesar de ter confessado, ele manteve a versão de que o disparo aconteceu de forma acidental.

Agora, após ouvir testemunhas de acusação e defesa, o juiz deve abrir o prazo de cinco dias para que o Ministério Público e a defesa do PM se manifestem. Neste período, Negri vai decidir se o réu irá ou não a júri popular.

Vinícius está preso no presídio militar Romão Gomes, em São Paulo, onde aguarda o julgamento.


Desenvolvimento:

Sistema Araça de Comunicação LTDA • Todos os direitos reservados