Paulo Cupertino é transferido para presídio de Presidente Venceslau

Assassino do ator Rafael Miguel havia sido detido na capital paulista no mês passado

Paulo Cupertino é transferido para presídio de Presidente Venceslau - Divulgação/Polícia Civil


Acusado pelo assassinato do ator Rafael Miguel e dois pais dele, Paulo Cupertino foi transferido nesta 3ª feira (7) para o presídio de Presidente Venceslau, no interior paulista. Detido na cidade de São Paulo no dia 16 de maio, ele permaneceu foragido por quase três anos. As informações são do SBT News.


Antes de ser encaminhado para Presidente Venceslau, onde o presídio é considerado de segurança máxima, Cupertino permaneceu detido no Centro de Detenção Provisória do Belém, bairro da zona leste da capital paulista. Ele estava no local cumprindo o chamado "regime de observação", informou, em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária do estado de São Paulo.

O assassino de Rafael Miguel não queria, no entanto, ir para Presidente Venceslau. Após ser capturado por policiais, ele fez um pedido: cumprir a pena em Tremembé, também no interior de São Paulo, informou a delegada Ivalda Aleixo ao Primeiro Impacto. A solicitação do criminoso não foi acatada.







Crime, fuga e prisão

Rafael Miguel, que no SBT fez parte dos elencos das novelas Cristal e Chiquititas, foi assassinado a tiros em 9 de junho de 2019. Paulo Cupertino, que não aceitava o namoro do ator com a sua filha, também matou os pais do artista, João Alcísio e Miriam Selma.

Depois de cometer os assassinatos, Cupertino fugiu. Durante os quase três anos de fuga, ele chegou ao topo da lista de procurados pela Polícia Civil de São Paulo. As autoridades destacavam que o criminoso era acusado por triplo homicídio duplamente qualificado: motivo fútil e sem possibilidade de defesa da vítima.

Os tempos de foragido, porém, chegaram ao fim no último mês. Na tarde de 16 de maio, policiais prenderam Paulo Cupertino em um hotel na zona sul da cidade de São Paulo. Ele foi detido sem documentos e aparelho celular.