Rodrigo Garcia lidera intenção de voto dos rio-pretenses com 24%

Pesquisa eleitoral contratada pelo SBT no Interior revela intenções dos votos dos rio-pretenses para governador e presidente

Rodrigo Garcia lidera intenção de voto dos rio-pretenses com 24% - Governo de SP


Pesquisa realizada pela Sinfor – Consultoria e Pesquisas, contratada pelo SBT no Interior e divulgada nesta quinta-feira (30) em São José do Rio Preto (SP), revela que o atual governador de SP, Rodrigo Garcia (PSDB), lidera a corrida eleitoral com 24% das intenções de voto estimulado dos rio-pretenses para o governo paulista.


O petista Fernando Haddad é quem aparece na segunda posição, com 18%. Na sequência estão Tarcísio de Freitas (Republicanos) com 15,5% e Márcio França (PSB), com 13,8%. De todos os entrevistados pela pesquisa, 16,2% não sabem em quem votar para governar São Paulo a partir do ano que vem.

A pesquisa foi realizada nos dias 24, 25 e 26 de junho, nas 13 áreas que dividem as regiões de Rio Preto por bairros. Ao todo, 783 moradores foram ouvidos, sendo 424 mulheres (54,2%) e 359 homens (45,8%). A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos. O índice de confiança da pesquisa é de 95%.

Dos entrevistados, 25,5% são da faixa etária dos 45 a 59 anos, 24,6% tem 60 anos ou mais, 20,1% estão na faixa etária dos 35 a 44 anos. 18,3% tem de 25 a 34 anos, 10,5% de 18 a 24 anos e 1,0% são eleitores de 16 a 17 anos.



PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Nas intenções de voto estimulado para o cargo de Presidente da República, o ex-presidente Lula (PT) lidera com 40,4% da preferência dos rio-pretenses. O atual presidente, Jair Bolsonaro (PL) é o segundo, com 34,0%, seguido de Ciro Gomes (PDT), com 8,8%. De acordo com o Sinfor, 5,6% dos rio-pretenses pretendem votar nulo.







AVALIAÇÃO MUNICIPAL

A gestão do prefeito Edinho Araújo também fez parte da pesquisa contratada pelo SBT no interior. Dos rio-pretenses entrevistados na pesquisa, 54,5% consideram a atual gestão boa. Outros 23,9 % consideram regular. 12,9% acham o governo Edinho ótimo e 5,1% considera a atual gestão municipal ruim.

A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-05806/2022 e em São Paulo com o número SP-05624/2022.