Três dias antes de morrer, Tom Veiga disse que queria tirar ex-mulher do testamento

Três dias antes de morrer, Tom Veiga disse que queria tirar ex-mulher do testamento - Reprodução/Instagram


O ator Tom Veiga, intérprete de Louro José, teria revelado, três dias antes de morrer, a vontade de retirar sua ex-mulher, Cybelle Hermínio, do testamento, de acordo com o jornal Extra. Tom foi encontrado morto em sua casa em novembro de 2020.


Tom teria enviado um áudio a um amigo em 29 de outubro de 2020 pedindo que o colega o acompanhasse na ida a um cartório para fazer a alteração. Ainda de acordo com o jornal, o ator teria informado que estava ocupado, mas que precisava do amigo como testemunha na mudança do documento.

O amigo de Tom Veiga teria questionado sobre o ator não ir na própria sexta-feira ao tabelionato. Tom informou que não poderia, pois precisava acompanhar a instalação de câmeras em sua residência. Além disso, na semana seguinte ele viajaria a São Paulo, onde o programa de Ana Maria Braga estava sendo gravado.

"Fica sossegado. Não pretendo morrer esta semana, não", falou Tom ao colega, ainda segundo o jornal Extra.

No testamento do ator, quatro filhos de Tom estão no documento, além de Cybelle Hermínio. No texto, ela deveria ficar com 50% dos bens, enquanto 12,5% seria entregue a cada um dos filhos. Os filhos de Tom Veiga estão movendo uma ação para que Cybelle seja retirada do testamento e que Amanda, filha mais velha dele, seja a inventariante.


Comentários