Assassino de cães ligou para os donos antes de torturar, estuprar e matar os animais

Está programada para este sábado uma manifestação contra os maus-tratos a animais e pela prisão do assassino

Assassino de cães ligou para os donos antes de torturar, estuprar e matar os animais - Arquivo Pessoal


Bidu e Bethoven eram os nomes dos dois cãezinhos assassinados brutalmente esta semana em Potirandaba (SP). Eles tinham apenas um ano de vida, filhotes, dóceis e brincalhões. A suspeita é que os dois animais tenham sido mortos por um produtor rural de 62 anos. Os pets foram torturados e estuprados com um pedaço de madeira introduzido no ânus e em seguida levado tiros na cabeça. Bidu e Bethoven foram jogados na beira de uma estrada rural chamada ‘Cana do Reino’ também no município de Potirendaba.


A crueldade do caso chocou a região. Uma manifestação programada para este sábado, às 10 horas, em frente a Igreja Matriz de Potirendaba, deve reunir centenas de pessoas, protetores de animais e defensores da causa animal. O protesto contra os maus-tratos a animais também pede a prisão do assassino. O suspeito já foi identificado pela polícia mas ainda não foi encontrado.

O delegado titular da delegacia de Potirendaba, Adriano Nasser, informou que nesta quarta-feira (01) foi instaurado um Inquérito Policial. "Assim que chegou à nossa delegacia o boletim de ocorrência, registrado pela Polícia Ambiental, que atendeu o caso no dia do crime, instauramos o inquérito", afirmou. Nasser também informou que vai apurar com mais rigor os detalhes do caso e que já determinou diligências. Nos próximos dias o delegado vai colher depoimento dos donos dos animais e testemunhas. 

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Ambiental, José Roberto Forte, 62 anos, atraiu os animais para perto dele e capturou os pets para cometer o crime. O fato teria ocorrido na manhã do dia 29 de agosto, por volta das 9 horas da manhã. Antes de matar os animais, o suspeito chegou a ligar para os donos dos animais e reclamou que os cães teriam entrado na propriedade rural dele e que estariam latindo para o gado. José Roberto é vizinho de cerca dos donos dos cães. Por volta das 10 horas da manhã, os animais foram encontrados na beira da estrada de terra, um deles, o Bethoven já estava morto, Bidu ainda respirava. A dona do animal socorreu ele até Rio Preto (SP) em busca de um veternário que pudesse tentar salvá-lo, mas infeslizmente os ferimentos eram graves e Bidu também não resistiu.

O laudo atestado pelo veterinário comprovou a tortura. Os animais teriam sido estuprados com um pedaço de madeira entoduzido no ânus que provovou hemorragia interna, os pets também foram atingidos com tiros na cabeça.

Bidu e Bethoven foram adotados por uma empresária quando tinham apenas 30 dias de vida, os dois viviam nas ruas de Bady Bassit (SP) quando foram resgatados. O vídeo a seguir mostra os dois pets a caminho da castração;







Nas redes sociais a dona dos cãezinhos desabafa: "Meus meninos no vídeo indo pra castração recentemente. Estavam com pontos ainda, sempre alegres, e sempre com amor pra gente, saudáveis, companheiros absurdamente, hemograma em dia, vacinas em dia e mto bem alimentados como todo o sempre meus animais. Gente eu to me sentindo rasgada por dentro e fora, levaram tiro na cabeça e foram estuprados covardemente por um věrmě, sem coração e sem escrúpulos. 
Eu amo vcs meninos, que desespero meu Deus".

Amados e bem cuidados os cães viviam no sítio da família a poucos quilômetros do centro de Potirendaba. 




A pena prevista em lei de maus-tratos contra animais é de até cinco anos de prisão.