Enxurrada de denúncias contra vereador bomba nas redes sociais, veja a postagem homofóbica e racista que gerou revolta e indignação

Comissão de Direitos e Defesa da Adversidade Sexual articula processar o vereador

Enxurrada de denúncias contra vereador bomba nas redes sociais, veja a postagem homofóbica e racista que gerou revolta e indignação - Reprodução


Milhares de internautas denunciaram nas redes sociais, na noite desta terça-feira (20) uma postagem do vereador de Rio Preto, Anderson Branco (PL). A foto compartilhada no perfil dele no Instagram (@andersonbrancosilva) mostra uma garra preta vestida das cores do arco-íris tentando alcançar uma família mas é impedida.


A foto faz uma alusão ao demônio (representada pela garra) e a comunidade LGBTQIA+ (representada pelas cores do arco-íris) em forma de um braço que é impedido por um punho ao tentar alcançar a figura de uma família. Internautas revoltados atacaram o vereador nas redes sociais, mensagens como “Que absurdo, vai se tratar”, “Isso é crime!!! Bora denunciar galera”, “O ódio nunca vencerá”. Em menos de duas horas milhares de comentarios repudiaram a postagem e denúncias foram feitas a plataforma digital. Os internautas querem a retirada do perfil do vereador na rede social.

O caso chegou a comunidade jurídica que já providencia denúncia formal ao Ministério Público contra o vereador. A comunidade LGBTQIA+ também já articula denúncia formal à Justiça para tentar pedir a punição legal dos atos do vereador. Eder Serafim de Araújo, advogado e coordenador da Comissão de Defesa da Diversidade Sexual e Gênero da OAB Rio Preto, disse que uma representação contra o vereador será entregue ao MP ainda hoje. “São práticas recorrentes do vereador, essa não é a primeira vez que ele toma esse tipo de comportamento, nós claro, repudiamos a atitude desse vereador, é um absurdo”, afirmou.

Nos procuramos o vereador para falar sobre o assunto mas um funcionário do gabinete dele, na Câmara Municipal de Rio Preto, informou que o vereador teria agenda externa durante todo o dia e que não estaria no legislativo. Nos tentamos contato pelo celular do vereador mas ele não atendeu as nossas ligações.

O que mais surpreende diante do comportamento do vereador é que Anderson preside a Comissão de Defesa da Cidadania e Direitos Humanos de Rio Preto.

 


Comentários