Fagner nega atrito com Vítor Pereira e admite dificuldade com lesão

Lateral-direito do Timão deu entrevista após vitória sobre Atlético-GO e classificação na Copa do Brasil

Fagner nega atrito com Vítor Pereira e admite dificuldade com lesão - Agência Corinthians


Ao contrário do especulado na última semana, o lateral-direito Fagner, do Corinthians, negou que tenha qualquer atrito com o técnico Vítor Pereira e disse achar "curioso" o fato de que a hipótese tenha sido criada justamente em um período ruim do time. Antes da goleada e classificação diante do Atlético-GO, o Timão foi eliminado da Libertadores pelo Flamengo e derrotado em casa pelo rival Palmeiras, na briga pela ponta do Brasileirão. 


"Eu não tenho nada com o Vítor Pereira. Nos damos muito bem no dia a dia. É curioso levantarem isso quando tem uma fase ruim, que sempre gira em torno de alguns atletas, alguma situação com o treinador", disse o lateral.

Ativo nas redes sociais, seu filho Henrique, de 12 anos, sofreu com xingamentos e cobranças após o revés diante do Palmeiras. Por isso, Fagner pediu cuidado à imprensa ao levantar situações, já que elas podem respingar na família. Recentemente, o atacante Willian rescindiu com o Timão por conta de ameaças na internet. 

Temos que tomar cuidado com o que falamos. É uma coisa delicada também para o meu filho que vai à escola. Um torcedor pode encontrar meu filho e proferir uma palavra, tirar uma satisfação, com uma criança de 12 anos. Espero que encerre este assunto", afirmou.

Impactado por lesões na temporada, o lateral admitiu que está tendo um 2022 atípico, mas deixou claro que não alterou sua conduta profissional. "Este ano está sendo mais difícil para mim, principalmente pela lesão mais grave no tornozelo, que me tirou dos gramados. Mas em nenhum momento fiz biquinho, fiz birrinha, como algumas pessoas falaram. Eu me preparei, me cuidei, sempre tentando estar no melhor nível para ajudar a equipe", completou Fagner.