​Gaeco investiga grupo suspeito de transmitir HIV de propósito

Promotores das regiões de Bauru, Rio Preto, Franca, Ribeirão Preto, Vale do Paraíba, ABC e capital participaram de ação

​Gaeco investiga grupo suspeito de transmitir HIV de propósito - Divulgação/MPSP


Com o apoio do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, o MPSP, por intermédio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), deflagrou ontem (7) a Operação Antivírus, objetivando debelar grupo organizado em redes sociais que tinha por objetivo transmitir intencionalmente o vírus HIV.


De acordo com informações da Promotoria, nesta primeira fase da operação, foram cumpridos 12 mandados na capital, na Grande São Paulo e no interior, além de cidades do Rio de Janeiro. A operação decorre de investigação que foi iniciada há alguns meses a partir de informações de grupo organizado em espaço virtual, com integrantes de todo o Brasil.

A ação aconteceu, também, em São José do Rio Preto (SP), onde dois locais foram alvo de buscas. As apreensões vão ajudar a identificar outros integrantes dessa associação criminosa, autodenominada “Clube do Carimbo”.

O cumprimento dos mandados de busca e apreensão contou com dezenas de policiais militares do BAEP e promotores de Justiça do Gaeco das regiões de Bauru, São José do Rio Preto, Franca, Ribeirão Preto, Vale do Paraíba, ABC e capital, além de policiais militares e promotores de Justiça do Gaeco do Rio.

"​Posteriormente​,​ os suspeitos serão interrogados e os objetos apreendidos submetidos à extração e análise forense​", informou o MP-SP.​


Comentários