Suspeito de matar a vizinha é funcionário público e se mudou para cuidar do pai

Danilo de Oliveira Ferreira, de 25 anos, foi preso por homicídio qualificado por motivo fútil com emprego de crueldade

Suspeito de matar a vizinha é funcionário público e se mudou para cuidar do pai - Divulgação


Danilo de Oliveira Ferreira, de 25 anos, é funcionário público em Guararapes (SP) e foi preso, apontado como principal suspeito de matar a vizinha, Rosinéia Rodrigues dos Santos, de 42 anos. O crime aconteceu em Santo Antônio do Aracanguá (SP).


Segundo apurado pela reportagem do sbtinterior.com, Danilo trabalhava no departamento de água e esgoto da Prefeitura de Guararapes, mas estava morando em Santo Antônio do Aracanguá.

Por meio de nota, a Prefeitura de Guararapes informou que o suspeito será afastado até que as investigações sobre o crime sejam concluídas.

VIZINHO

De acordo com um familiar da vítima, Danilo havia se mudado para a cidade com o pai para cuidar dele e passou a ser vizinho de Rosinéia. O sbtinterior.com apurou ainda que ele nunca foi agressivo com os vizinhos ou mostrou comportamentos agressivos.

ENFORCAMENTO E CORPO EM RODOVIA

Rosinéia desapareceu nesta terça-feira (12), por volta das 22h. O ex-marido foi atrás dela na quarta-feira (13), já que ela não atendia as ligações e não apareceu para trabalhar. O ex-marido procurou a polícia e um irmão da vítima foi até a delegacia para registrar o boletim de ocorrência de desaparecimento.

Um investigador foi até a casa da vítima e não encontrou sinais de arrombamento. Ao consultar imagens de uma câmera de segurança de uma casa próxima, ele viu Danilo com uma blusa de touca de cor escura saindo com o carro de Rosinéia, um Honda Civic.

Os agentes foram até a casa do suspeito e o levaram até a delegacia. Durante o depoimento, segundo boletim de ocorrência, ele confessou o crime. Ainda de acordo com o registro policial, Danilo contou que entrou no quintal de uma casa vizinha que estava abandonada, pulou o muro e ficou escondido na casa de Rosinéia. Segundo ele, a intenção era roubar o imóvel.

A vítima percebeu que o suspeito estava no quintal da casa e começou a lutar com o suspeito. Rosinéia, então, começou a gritar por socorro. Foi neste momento que Danilo pegou um cinto que estava em cima de uma cômoda da casa e começou a enforcá-la. O suspeito mexeu na cena do crime, arrumando a cama e levando o corpo até o carro da vítima e seguiu pela rodovia em direção a Araçatuba (SP). No meio do caminho, na rodovia Elyeser Montenegro Magalhães (SP-463), ele jogou a bolsa e o celular da vítima.

Ao chegar na rodovia Marechal Rondon (SP-300) ele jogou o corpo da vítima no matagal. Os policiais foram até o local, recolheram e encaminharam o corpo para o IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

A polícia levou o suspeito até a delegacia, onde o delegado decretou a prisão em flagrante. O homem foi encaminhado para a Cadeia de Penápolis e permanece à disposição da Jusitça. O crime foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil com emprego de crueldade.


Comentários