​​Com pandemia, viagens e estudos foram os projetos pessoais mais prejudicados

Levantamento também aponta abertura de um negócio e viagem para o exterior como projetos mais adiados

​​Com pandemia, viagens e estudos foram os projetos pessoais mais prejudicados -


A pandemia da covid-19, provocada pelo novo coronavírus, mudou a rotina em todos os países do mundo e também adiou muitos projetos pessoais para 2020. Os mais atingidos, no Brasil, foram viagens pelo país e a iniciação ou conclusão de estudos, segundo pesquisa feita pelo In​​stituto Paraná Pesquisas.


De acordo com levantamento, feito entre os dias 24 e 28 de julho com pessoas de 240 municípios brasileiros, viajar pelo Brasil foi o projeto pessoal mais citado (22,1%) como meta adiada após a pandemia. Em seguida aparece a iniciação ou conclusão de uma faculdade ou um curso, com 8,6%.

O número de pessoas que afirmaram não precisar adiar nenhum projeto pessoal por conta da pandemia foi de 35,7%.

Alguns entre​​vistados ainda citaram abrir um negócio (7,7%), viajar para o exterior (6,3%), arrumar um emprego (5%) e comprar ou construir um imóvel (3%).

O Instituto Paraná Pesquisas fez 958 entrevistas com pessoas acima de 16 anos, nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. A margem de confiança da pesquisa é de 95%.

​COVID NO BRASIL

A pandemia da covid-19 já infectou mais de 2,6 milhões e matou mais de 91 mil pessoas no Brasil até agora. São Paulo é o estado brasileiro mais atingido pela epidemia, com 529.006 casos e 22.710 mortes.

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais infecções e mortes por coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos, que já acumulam mais de 4,47 milhões de casos e mais de 151 mil óbitos.


Comentários