​Doria dá primeira entrevista em estúdio ao SBT, destaca sucesso do Plano São Paulo e defende imprensa livre no Dia da Democracia

​Governador também defendeu a vacinação em massa para combater a covid-19 e destacou o trabalho do Instituto Butantan na produção da vacina Coronavac

​Doria dá primeira entrevista em estúdio ao SBT, destaca sucesso do Plano São Paulo e defende imprensa livre no Dia da Democracia - SBT Interior


Em sua primeira entrevista ao vivo, em estúdio, desde o começo da pandemia da covid-19, o governador de SP, João Doria, destacou o sucesso do Plano São Paulo e defendeu a imprensa livre no Dia da Democracia.


Doria cumpriu agenda em Rio Preto nesta terça-feira (15), onde inaugurou a Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) da cidade​ e avaliou ações de combate aos incêndios em campos e florestas.

Depois, visitou os estúdios do SBT no interior, onde concedeu entrevista exclusiva durante o ​tele​jornal SBT Interior 1ª edição​ aos apresentadores Mira Filizola e Marcelo Casagrande.​

PLANO SÃO PAULO

Questionado sobre o​s​ resultado​s obtidos pelo Plano São Paulo, que criou fases para controlar o isolamento social durante a pandemia da covid-19, Doria destacou que o plano quer priorizar primeiro vidas, depois retomar a economia. A partir de agora, o plano terá uma recalibragem mensal. Todas as regiões estão na fase amarela, que permite o funcionamento do comércio​ com restrições.​

"Você não pode ter a retomada da economia sem vida, com pessoas ameaçadas na sua própria sobrevivência. O Plano São Paulo busca priorizar a vida das pessoas e na sequência a economia. O plano foi elogiado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e foi recomendado para outros países. Eu dei entrevista​s​ para 34 veículos de imprensa do mundo para falar sobre o plano", destacou.

"Estamos retomando a economia. Em julho, tivemos o maior registro de novas empresas da história. A economia começou a se desenvolver de forma gradual e segura. Sempre a segurança e a vida é a prioridade.​ Podemos dizer que o plano é um sucesso, pois ajudou a poupar vidas.​ Lamento aos prefeitos que foram precipitados ou aceitaram a recomendação de alguns".

VACINA

Doria ​também destacou a produção da Coronavac, a vacina produzida pelo Instituto Butantan e​ a​ farmacêutica chinesa Sinovac​, como uma das oito vacinas recomendada pela OMS no mundo.

​"​O Butantan tem excelência na produção de vacinas e a Sinovac é uma das farmacêuticas mais competentes do mundo. Além da Coronavac, vamos precisar de outras três vacinas no Brasil​,​ provavelmente. A vacina sim, vai proporcionar o novo. Apenas depois da vacina é que poderemos dispensar a máscara, o distanciamento social e todas as medidas adotadas.​ E eu defendo a imunização de todos os brasileiros.​ ​Todo cientista sério do mundo recomenda a vacinação obrigatória. Isso é o que tem de ser feito​".​

IMPRENSA E DEMOCRACIA

No Dia da Democracia, o governador comentou o papel da imprensa no atual momento brasileiro.

​"​Não há a possibilidade de ter uma democracia sem uma imprensa livre. Quem se sente ofendido, use os mecanismos da justiça, mas imaginar democracia sem imprensa livre, isso não existe.​ ​Aproveitei a data de hoje para lembrar que é o Dia da Democracia, dada as ameaças que sofremos neste momento, de ameaça à democracia. Eu vivi no exílio, sei o que é um regime ditatorial e serei sempre a favor da democracia e da imprensa livre​", finalizou o governador.​

A entrevista também abordou o retorno das atividades escolares presenciais e os investimentos em segurança pública feitos no estado.

Assista a entrevista completa.

 

 

Confira as fotos


Comentários